Volta do DPVAT: Fazenda estuda retomar cobrança do seguro obrigatório; entenda

Volta do DPVAT: Fazenda estuda retomar cobrança do seguro obrigatório; entenda
Volta do DPVAT: Fazenda estuda retomar cobrança do seguro obrigatório; entenda
São Paulo, dpvat, seguro
O DPVAT foi criado em 1974 e o seu objetivo era indenizar vítimas de acidentes de trânsito; ele deixou de ser cobrado em 2019. (Imagem: Rovena Rosa)

O Seguro de Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT) pode voltar a ser cobrado dos motoristas brasileiros.

O Ministério da Fazenda oficializou no Diário Oficial da União (DOU) da última sexta-feira (14) um grupo de trabalho para elaborar propostas que permitam mudar e aprimorar “o arcabouço legal que trata das indenizações decorrentes de danos pessoais causados por veículos automotores”. Ou seja, o seguro obrigatório pode ser retomado.

  • Entre para o Telegram do Market Insider News! Acompanhe as notícias sobre mercado financeiro, investimentos e finanças pessoais. Notícias de hoje sobre assuntos que mexem com o seu bolso. Clique aqui e acompanhe em tempo real!

O DPVAT foi criado em 1974 e o seu objetivo era indenizar vítimas de acidentes de trânsito, sejam elas motoristas, passageiros e pedestres, ou seus beneficiários em caso de morte. Ele deveria ser pago obrigatoriamente junto com o Imposto sobre a propriedade de veículos automotores (IPVA) por todos os proprietários de veículos.

Mont Capital - Carteira Administrada

No entanto, ele deixou de ser cobrado em 2019. O Governo de Jair Bolsonaro tentou extinguir com o seguro, mas foi barrado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente, a Caixa Econômica Federal é responsável pela gestão do DPVAT.

O grupo do Ministério da Fazenda terá 90 dias para discutir e enviar um relatório com as suas conclusões.