Setor de luxo impulsiona bolsas na Europa, mercado na França atinge novo recorde

Setor de luxo impulsiona bolsas na Europa, mercado na França atinge novo recorde
Setor de luxo impulsiona bolsas na Europa, mercado na França atinge novo recorde

Por Bansari Mayur Kamdar e Amruta Khandekar

(Reuters) – As bolsas de valores da Europa subiram nesta quinta-feira com impulso do setor de luxo, depois que a LVMH divulgou fortes vendas no primeiro trimestre. Os negócios também ganharam impulso com esperanças de pausa nos aumentos de juros do Federal Reserve em meio a sinais de arrefecimento da inflação.

O índice acionário pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,4%, a 464,21 pontos. O índice de blue chips, por sua vez, ganhou 0,5%, aproximando-se de seu nível mais alto em 22 anos.

LVMH subiu 5,7%, fechando em um pico recorde depois que a maior empresa de luxo do mundo relatou um salto de 17% nas vendas do primeiro trimestre, superando as estimativas do mercado, com os negócios na China se recuperando acentuadamente.

As ações da Hermès, exposta à China, também atingiram patamar recorde, saltando 3,1%, enquanto as empresas de luxo Richemont e Kering também subiram 4,4% e 2,6%, respectivamente.

O CAC 40, da França, atingiu nível recorde pela terceira sessão consecutiva, subindo 1,1%, enquanto o OMX 20, de Copenhague, também atingiu um patamar histórico.

“As ações europeias são vistas como subvalorizadas em comparação com seus pares nos Estados Unidos. Com a deterioração das perspectivas econômicas para os EUA, os investidores parecem mais felizes agora em aproveitar essa distorção de preços e comprar ações europeias relativamente mais baratas”, disse Stuart Cole, economista-chefe da Equiti Capital.

Dados recentes dos EUA, incluindo relatórios mais brandos de preços ao consumidor e ao produtor, alimentaram esperanças de que o Federal Reserve poderá ir com calma em futuros aumentos nas taxas de juros.

Mont Capital - Carteira Administrada

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,24%, a 7.843,38 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,16%, a 15.729,46 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,13%, a 7.480,83 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,01%, a 27.626,61 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,34%, a 9.310,00 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,25%, a 6.164,28 pontos.