Raízen (RAIZ4): Resultados do 3T24 chegam robustos; estratégia ‘assertiva’ anima analistas

Raízen (RAIZ4): Resultados do 3T24 chegam robustos; estratégia ‘assertiva’ anima analistas
Raízen (RAIZ4): Resultados do 3T24 chegam robustos; estratégia ‘assertiva’ anima analistas
Raízen, RAIZ4, Empresas, Agro Times
Raízen registra lucro robusto no 3T24 e analistas veem margem para ainda mais melhora (Imagem: Raízen/Divulgação)

Raízen (RAIZ4) reportou lucro líquido ajustado de R$ 754,4 milhões no terceiro trimestre das safra 2023/2024 (3T24), um salto de 195% na comparação com os R$ 255,7 milhões no 3T23.

Segundo balanço divulgado na quinta-feira (8), a receita líquida foi de R$ 58,491 bilhões, registrando uma leve queda de 3,1% frente ao mesmo período do ano passado, quando R$ 60,368 bilhões foram apontados.

Raízen (RAIZ4): O que dizem os analistas?

Para os analistas da XP Investimentos, os resultados apontaram para um trimestre sólido, com preços mais altos compensando os custos altistas. E isso se deu, principalmente, pela temporada de moagem mais longa, o que, para a corretora, é esperado que prevaleça.

Segundo a corretora, a margem surpreendente de R$ 194/m³ na operação de Mobilidade Brasil eliminou quaisquer dúvidas de que a estratégia de fornecimento de combustível da Raízen estava correta, visto que, em dezembro, houve perdas de inventário — principalmente de diesel.

Em contrapartida aos avanços, a margem EBITDA ajustada (5,8%) foi ruim, refletindo a queda nos preços do etanol.

Em linha, os analistas do Banco Safra destacam o brilhante desempenho da companhia no segmento de Mobilidade. “A empresa conseguiu manter as margens no mesmo nível forte do trimestre anterior, apesar das reduções de preços no período”.

Mont Capital - Carteira Administrada

Além disso, os resultados positivos no segmento de Mobilidade, tanto no Brasil quanto na América Latina, foram o principal motivo para a Raízen superar a estimativa do Ebitda, analisa o banco.

Como tudo nem sempre são flores, o banco aponta a queda no segmento de Açúcar e Energias Renováveis, no qual “reportou números medíocres”. O desempenho do etanol mais fraco do que o esperado mais do que compensou os resultados do açúcar mais fortes do que o previsto.

É hora de comprar a RAIZ4?

As perspectivas para o quarto trimestre da safra 2023/2024 (4T24) são melhores, visando os maiores preços de etanol. “Isso comprova que a Raízen tomou o caminho certo em sua estratégia de postergar as vendas de etanol”, apontam os analistas da XP.

O BTG Pactual recomenda a compra das ações. Na opinião do banco, a Raízen oferece uma combinação de:

  • potencial de desalavancagem à medida que o pico do ciclo de investimentos se aproxima;
  • uma aposta na execução do E2G;
  • a renovação dos rendimentos da cana, e
  • a sustentação de maiores margens downstream.

“A negociação descontada à soma da avaliação de seus pares mais próximos, a avaliação favorável e a dinâmica dos lucros se aproxima à medida que a redução de estoques e os preços mais altos do etanol se materializam no 4T24”, diz, em análise.