calendar
Notícias

219 publicados hoje

O recado que Haddad enviará ao FMI

Economia 11 meses atrás
Visitar site arrow
O recado que Haddad enviará ao FMI
Haddad, Arcabouçou fiscal
Haddad fala em cortes nos juros em comunicado ao FMI (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmará em comunicado para reunião do Fundo Monetário Internacional (FMI) que as medidas fiscais do governo vão abrir espaço para redução dos juros no Brasil. 

O comunicado, que será lido pelo secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Guilherme Mello, na quinta-feira (13), foi preparado para a 47ª reunião do Comitê Monetário e Financeiro Internacional do FMI.

Como Haddad estará na China acompanhando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Mello o representará na reunião do FMI.

O ministro deve destacar ainda que a política monetária restritiva em vigor no Brasil está reduzindo a perspectiva sobre a inflação.

“Com maior confiança no quadro fiscal e uma consolidação fiscal consistentemente, afetando as expectativas de inflação e ancorando-as mais perto da meta dentro do horizonte relevante, haverá espaço para acomodação na taxa de juros”, diz trecho do documento divulgado à imprensa.

Mont Capital - Carteira Administrada

Sustentabilidade fiscal

No documento, Haddad afirma que o governo brasileiro está comprometido com a sustentabilidade fiscal e da dívida do país, tendo a reforma tributária como outra prioridade imediata.

“Apresentamos ao Congresso e à sociedade um novo quadro fiscal que pode estabilizar com credibilidade a dívida pública ao longo do tempo e, subsequentemente, colocá-la em um caminho descendente claro”, diz.

“Reformar o sistema tributário para torná-lo mais simples e justo é outra prioridade imediata. O objetivo principal não é aumentar a receita, mas melhorar a qualidade da mobilização de receitas”, acrescenta Haddad.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados