calendar
Notícias

77 publicados hoje

Na China, Haddad critica trabalho análogo à escravidão

Economia 8 meses atrás
Visitar site arrow
Na China, Haddad critica trabalho análogo à escravidão

Na China, onde acompanha o presidente Lula, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad (foto), criticou o trabalho análogo à escravidão. O petista tocou no tema ao defender o endurecimento na tributação de compras do exterior, que mira sites como Shein e Aliexpress. 

“Há de se ter igualdade nas condições de concorrências. Quando isso não ocorre, prejudica muito a economia. Ninguém acha que vai ser bom para a economia brasileira contrabando, carga roubada, mercadoria feita com trabalho análogo à escravidão“, afirmou Haddad à GloboNews. 

Sob o pretexto de combater a sonegação de impostos, o governo informou nesta semana que vai acabar com a isenção até US$ 50 para envios por pessoas físicas. Dessa forma, todas as encomendas vão ser tributadas igualmente: em 60% do valor da mercadoria.

Mont Capital - Carteira Administrada

A Fazenda alega que a isenção até US$ 50 vinha sendo usada indevidamente pelo comércio eletrônico. Segundo a pasta, algumas empresas estariam se passando por pessoa física para enviar as encomendas internacionais e o cliente receber no Brasil sem cobrança de imposto.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados