Montadoras de motos têm em março maior produção em nove anos, revela Abraciclo

Montadoras de motos têm em março maior produção em nove anos, revela Abraciclo
Montadoras de motos têm em março maior produção em nove anos, revela Abraciclo

A indústria de motos teve em março o maior mês em produção dos últimos nove anos, como resultado da busca dos brasileiros por veículos mais baratos, e também mais econômicos, diante do aumento nos preços dos carros.

Balanço divulgado nesta quinta-feira, 13, pela Abraciclo, associação que representa as montadoras de motocicletas, aponta que o setor produziu no mês passado 152,5 mil unidades, 11,8% a mais do que o número de março de 2022.

Frente a fevereiro, um mês mais curto, o crescimento foi ainda maior: 25,3%. Desde novembro de 2013, quando 156 mil motos foram produzidas no País, não se registrava volume tão alto.

A produção acumulada no primeiro trimestre somou 397,1 mil motos, com alta de 21,4% em relação aos três primeiros meses do ano passado. Foi o melhor primeiro trimestre desde 2014.

Segundo Marcos Antonio Bento, que assumiu neste mês a presidência da Abraciclo, o setor, após três anos de restrições da pandemia, voltou a operar sem interrupções nas linhas de produção.

Mont Capital - Carteira Administrada

“Estamos, gradativamente, reduzindo a fila de espera dos modelos de baixa cilindrada e dos scooters”, declarou o executivo, ao comentar os últimos resultados.

Com alta de 30% em um ano, as vendas de motos no Brasil passaram das 357 mil unidades no primeiro trimestre, no maior número do mercado, entre iguais períodos, em onze anos.

A previsão da Abraciclo é fechar 2023 com 1,55 milhão de motos produzidas, o que, se confirmado, significará um crescimento de 9,7% sobre a produção do ano passado.