calendar
Notícias

239 publicados hoje

Meta remove contas nas redes do aiatolá Ali Khamenei

Política 3 semanas atrás
Visitar site arrow
Meta remove contas nas redes do aiatolá Ali Khamenei

A Meta disse na 5ª feira (8.fev.2024) que removeu as contas do Facebook e do Instagram do líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, por violar sua política de conteúdo. Khamenei apoiou publicamente as ações do Hamas, mas negou envolvimento. 

O porta-voz da Meta disse à AFP que as contas foram removidas por violar repetidamente a política sobre organizações e indivíduos perigosos. Ali tinha 35 milhões de seguidores no Instagram.

Em um esforço para prevenir e interromper danos no mundo real, não permitimos que organizações ou indivíduos que proclamam uma missão violenta ou estejam envolvidos em violência tenham presença em nossas plataformas”, diz a política na qual a empresa se baseou para remover contas. 

A Meta não mencionou a guerra Israel-Hamas, mas tem estado sob pressão para banir o líder desde o ataque de 7 de outubro em Israel. A empresa afirma ainda que irá “remover a glorificação, o apoio e a representação de várias organizações e indivíduos perigosos”.

Mont Capital - Carteira Administrada

Em 17 de outubro de 2023, Khamenei declarou que os Estados Unidos são os principais responsáveis pela “atual política de regime sionista” de Israel e disse que ninguém seria capaz de deter as ações de muçulmanos caso os “crimes de guerra sionistas” continuassem. O Hamas é tido como organização terrorista estrangeira pelos EUA. 

Apoio ao Hamas

Ali Khamenei apoiou as ações do Hamas após o ataque em 7 de outubro de 2023 arquitetado pelo grupo extremista em Israel, mas negou qualquer envolvimento iraniano. Em um discurso em uma academia militar, segundo a AFP, ele disse que “são falsas” as alegações de que o Irã estava por trás dos ataques. No entanto, apoiou ‘ações de destruição ao Estado sionista’.

O ato corajoso e desinteressado dos palestinos é uma resposta aos crimes do inimigo usurpador, que duram anos e pioraram nos últimos meses”, declarou.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados