calendar
Notícias

90 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11): As apostas para a temporada de balanços, segundo o BTG

Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11): As apostas para a temporada de balanços, segundo o BTG

Mercado Financeiro 8 meses atrás
Visitar site arrow
Itaú (ITUB4), Bradesco (BBDC4) e Santander (SANB11): As apostas para a temporada de balanços, segundo o BTG
bancos
Santander deve ter lucro líquido de R$ 2,16 bilhões, de acordo com o consenso do mercado. (Foto: Flávya Pereira/Money Times)

O Santander (SANB11) dá início a temporada de balanços do primeiro trimestre dos bancos privados em 25 de abril, seguido por Bradesco (BBDC4), em 4 de maio, e Itaú Unibanco (ITUB4), em 8 de maio.

O resultados compreendem um período marcado por uma desaceleração do volume de crédito e aumentou do NPL (crédito não produtivo), de acordo com dados do Banco Central.

O trimestre foi marcado pela quebra de bancos no exterior, o que aumentou o temor sobre o setor no Brasil.

Para o BTG, Itaú e o Banco do Brasil tendem a registar uma melhor performance do que os concorrentes porque, entre outras coisas, possuem exposição mais defensiva ao crédito.

Itaú

O Itaú deve registrar lucro líquido de R$ 8,4 bilhões, em uma alta anual de 14%, segundo projeções reunidas pela Bloomberg.

O BTG, que projeta um ROE de 20%, disse estar confiante quanto ao guidance do banco.

“O crescimento do crédito deve desacelerar, principalmente no cartão de crédito, com leve surpresa no financiamento imobiliário”, destacou em relatório assinado por Eduardo Rosman e equipe.

A margem financeira bruta do Itaú deve apresentar queda trimestral devido à sazonalidade e as tarifas devem cair trimestralmente, de acordo com os analistas.

Mont Capital - Carteira Administrada

Por outro lado, afirmaram, o braço de seguros continuará em uma tendência de alta, o opex deve cair trimestral e a taxa de imposto de renda do primeiro trimestre deve ser inferior ao 4T22 e ao restante de 2023, segundo o banco.

Bradesco

O Bradesco deve registrar lucro líquido de R$ 4,2 bilhões no primeiro trimestre, em uma baixa anual de 39%, e ROE de 11%, segundo o BTG. O consenso é de R$ 3,9 bilhões

“O crescimento do crédito pode ficar aquém das expectativas, enquanto a qualidade dos ativos deve continuar se deteriorando (provavelmente até o final do 1S23), com NPLs subindo em PMEs e clientes individuais“, disse o banco.

Santander

O Santander deve ter lucro líquido de R$ 2,16 bilhões, de acordo com o consenso do mercado, em uma baixa de cerca de 40%. O ROE, projetou o BTG, deve chegar a 10,8%.

“Podemos ver algum risco negativo para este trimestre, principalmente devido ao menor crescimento do crédito na carteira de varejo”, pontuou o BTG. Os analistas citam inadimplência e provisões pressionadas.

Por outro lado, disseram, os mercados de capitais estagnados aceleraram os empréstimos nos segmentos corporativos. Para os analistas, alguns efeitos sazonais podem impulsionar a margem líquida de juros no primeiro trimestre.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados