calendar
Notícias

36 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • IPCA: Inflação começa 2024 desacelerando para 0,42% em janeiro; confira

IPCA: Inflação começa 2024 desacelerando para 0,42% em janeiro; confira

Economia 3 minutos atrás
Visitar site arrow
IPCA: Inflação começa 2024 desacelerando para 0,42% em janeiro; confira
IPCA, Economia, Brasil, IBGE, Inflação
IBGE divulgou nesta quinta-feira (7) o IPCA de janeiro, índice no qual mede a inflação (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial do Brasil, variou 0,42% em janeiro — apontando para uma desaceleração em relação à alta de 0,56% apurada em dezembro.

O número ficou acima das expectativas do mercado, que projetava desaceleração de 0,35% no mês.

De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (8), o IPCA inicia 2024 com alta acumulada de 4,51%, abaixo dos 4,62% observados nos últimos 12 meses anteriores.

Em janeiro de 2023, a variação do índice havia registrado 0,53%.

  • Por que Bradesco decepcionou o mercado com resultado do 4T23? Analista Larissa Quaresma comenta balanço do bancão e responde o que fazer com as ações agora; Confira no Giro do Mercado:

IPCA: Veja o que pesou na inflação

Dos nove grupos do IPCA, sete registraram alta em janeiro, com destaque para alimentação e bebidas — que registrou a maior variação (1,38%) e o maior impacto (0,29 p.p.). O grupo já vinha de uma alta de 1,11% em dezembro de 2023.

As altas da cenoura (43,85%), batata-inglesa (29,45%), feijão-carioca (9,70%), arroz (6,39%) e frutas (5,07%) pressionaram a alta de 1,81% do subgrupo alimentação no domicílio.

Mont Capital - Carteira Administrada

No caso da alimentação fora do domicílio (0,25%), houve desaceleração em relação ao mês anterior (0,53%). Tanto o lanche (0,32%), como a refeição (0,17%), tiveram altas menores do que as registradas em dezembro (0,74% e 0,48%, respectivamente).

Na sequência, destaca-se a alta de Saúde e cuidados pessoais (0,83% e impacto de 0,11 p.p.), vindo principalmente pelos itens de higiene pessoal — que registraram alta de 0,94%.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados