calendar
Notícias

90 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Ibovespa Futuro passa a subir após dado de inflação abaixo do esperado nos EUA

Ibovespa Futuro passa a subir após dado de inflação abaixo do esperado nos EUA

Mercado Financeiro 8 meses atrás
Visitar site arrow
Ibovespa Futuro passa a subir após dado de inflação abaixo do esperado nos EUA

Após abrir em queda, o Ibovespa futuro passou a subir, seguindo os dados de inflação nos EUA. Às 9h33 (horário de Brasília), o índice futuro com vencimento em abril operava com alta de 0,46%, a 107.170 pontos. A inflação ao consumidor de março dos EUA, conhecida pela sigla CPI, subiu 0,1% na base mensal, ante expectativa do consenso Refinitiv de avanço de 0,2%.

Com isso, os índices futuros dos EUA também ganharam força: o Dow Jones futuro passou a ter alta de 200 pontos após o indicador, importante para indicar uma pausa ou a continuidade do ciclo de aperto monetário do Federal Reserve (Fed).

Nesta manhã, Dow Jones Futuro subia 0,16%, S&P Futuro avançava 0,10% e Nasdaq Futuro tinha alta de 0,03%.

Ibovespa hoje: acompanhe o que movimenta Bolsa, Dólar e Juros Ao Vivo

Cabe ressaltar que, na véspera, o Ibovespa à vista tinha registrado a maior alta desde outubro do ano passado, com a expectativa de um corte da Selic por parte do Banco Central nas próximas reuniões após a desaceleração do IPCA. Em março, Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do País, desacelerou para 0,71% em março, após subir 0,84% em fevereiro. Nos últimos 12 meses, o indicador acumula alta de 4,65%. Os dados ficaram abaixo do consenso Refinitiv que previa inflação de 0,77% no mês e de 4,70% na comparação anual.

Hoje as atenções também se voltam para os resultados das vendas no varejo de janeiro que vieram acima do esperado e para fala do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento nos Estados Unidos, mas que é fechado à imprensa.

Dólar

O dólar comercial operava em queda de 1,01%, cotado a R$ 4,957 na compra e na venda, perdendo força após o dado de inflação nos EUA.

No mercado de juros, os contratos futuros operam com forte baixa, após queda na véspera, refletindo os números melhores do que o esperado no IPCA e as notícias relacionadas a uma restrição adicional aos gastos na proposta de arcabouço fiscal. O DIF24 (janeiro para 2024) opera com baixa de 0,01 pp, a 13,14%; DIF25, -0,02 pp, a 11,78%; DIF26, -0,02 pp, a 11,62%; DIF27, -0,02 pp, a 11,76%; DIF28, -0,01 pp, a 11,95%; e DIF29, -0,02 pp, a 12,18%.

Exterior

Os mercados europeus sobem também aguardando dados de inflação dos EUA, que provavelmente determinarão o caminho do ciclo de aperto monetário do Fed.

Os investidores também estão digerindo o último relatório de crescimento global do Fundo Monetário Internacional (FMI), divulgado na terça-feira, que inclui sua previsão de crescimento de médio prazo mais fraca em mais de 30 anos.

As ações da Volvo são destaque, subindo cerca de 8%, depois que os resultados do primeiro trimestre superaram as expectativas. O lucro operacional foi ajustado para 18,4 bilhões de coroas suecas (US$ 1,77 bilhão), bem acima dos 12,9 bilhões de coroas previstos por analistas, segundo dados da Refinitiv.

Mont Capital - Carteira Administrada

Ásia

Os mercados asiáticos fecharam com alta, com exceção da Bolsa de Hong Kong, enquanto agentes do mercado aguardam por dados de inflação vindos dos EUA.

No Japão, o Nikkei 225 subiu 0,57%, para 28.082 pontos, com investidores digerindo o índice de preços ao produtor do Japão e o relatório de pedidos de maquinário.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou em seu último relatório de estabilidade financeira que o banco central do Japão deveria ter mais flexibilidade em seu esquema para manter o rendimento de seus títulos do governo japonês de 10 anos em torno de 0%.

O índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,86%, enquanto o Shanghai Composite, da China subiu 0,41% para 3.327,18 pontos.

A taxa de desemprego da Coreia do Sul, por sua vez, subiu para 2,7% em março, ante 2,6% em fevereiro, mostraram dados do governo.

Os preços do petróleo operam próximos à estabilidade nesta quarta-feira, depois que dados da indústria mostraram um aumento inesperado nos estoques de petróleo e gasolina dos EUA, compensando as preocupações sobre o aperto na oferta antes dos cortes na produção dos produtores da Opep.

Em um sinal de aperto do mercado, os contratos futuros de petróleo dos EUA caíram para trás, com o contrato do primeiro mês sendo negociado 6 centavos a mais do que no segundo mês.

As cotações do minério de ferro fecharam com leve alta na sessão de hoje.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados