calendar
Notícias

614 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Governo vai investir R$ 4,7 bi em melhorias de rotas do agro

Governo vai investir R$ 4,7 bi em melhorias de rotas do agro

Economia 3 semanas atrás
Visitar site arrow
Governo vai investir R$ 4,7 bi em melhorias de rotas do agro

O governo federal anunciou nesta 3ª feira (6.fev.2024) que investirá R$ 4,7 bilhões em rodovias e ferrovias estratégicas para o escoamento da safra de grãos em 2024. O montante representa um aumento de 31% em relação aos recursos públicos destinados a essas áreas em 2023, quando a União investiu R$ 3,6 bilhões.

Esses investimentos foram divididos em duas grandes áreas de escoamento da produção do agronegócio brasileiro, o Arco Norte – regiões Norte e Nordeste – e o Arco Sul – regiões Sul e Sudeste. Os Estados da região Centro-Oeste fazem parte dos 2 segmentos. Os recursos serão destinados da seguinte forma:

  • Arco Norte: R$ 2,66 bilhões
  • Arco Sul: R$ 2,05 bilhões

Entre os projetos detalhados pelo governo estão a pavimentação de 5 rodovias federais e 60 obras estruturantes. Em relação às ferrovias, o governo planeja intensificar as obras da Fiol 2 (Ferrovia de Integração Oeste-Leste), Transnordestina e da Fico (Ferrovia de Integração do Centro-Oeste).

O ministério dos Transportes quer realizar 10 leilões de concessões rodoviárias relacionados diretamente a rotas de escoamento da produção agrícola. A estimativa do governo é que esses certames arrecadem R$ 95 bilhões para melhoria desses corredores. Leia a lista:

  • BR-364/RO – R$ 8,2 bilhões;
  • BR-070/174/364/MT/RO – R$ 7,7 bilhões;
  • BR-060/364/GO/MT – R$ 5,5 bilhões;
  • BR-060/452/GO – R$ 6,3 bilhões;
  • BR-020/060/070/080/GO – R$ 10,7 bilhões;
  • BR-040/GO/MG – R$ 10,6 bilhões;
  • BR-153/262/GO/MG – R$ 9,4 bilhões;
  • BR-262/MG – R$ 7,9 bilhões;
  • Lote 3 do Paraná – R$ 13,5 bilhões; e
  • Lote 6 do Paraná – R$ 14,8 bilhões.

O ministro dos Transportes, Renan Filho, também reforçou a vontade do governo de otimizar outros 6 contratos de concessão rodoviária. Segundo o ministro, 4 dessas rodovias já estão com o processo de otimização avançado no TCU (Tribunal de Contas da União). A previsão do governo é que essas readequações contratuais destravem R$ 48 bilhões as seguintes rodovias:

  • MS Via
  • Ecosul
  • Concebra
  • Transbrasiliana
  • Litoral
  • Via Brasil

TERMINAIS PORTUÁRIOS

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, também detalhou os investimentos de sua pasta para aprimorar a infraestrutra de escoamento da safra através dos terminais portuários. O governo deve realizar 16 projetos de novos arrendamentos portuários em 2024, o que movimentará cerca de R$ 8 bilhões.

Mont Capital - Carteira Administrada

Em relação às hidrovias, importante modal de transporte de grãos, o ministério divulgou um investimento de aproximadamente R$ 639,4 milhões para este ano. Além disso, o governo também vai finalizar a criação da Secretaria Nacional de Hidrovias ainda em fevereiro.

O ministério de Portos e Aeroportos vai realizar 5 leilões portuários no Arco Norte, que estimam um investimento mínimo nessas estruturas de R$ 2 bilhões. Em matéria de regulação, o ministério promete o projeto da BR dos Rios para novembro de 2024, além das aberturas de editais para concessão das hidrovias do Rio Madeira, Lagoa-Mirim e Paraguai no 4º trimestre deste ano, assim como a definição do modelo de concessão da Barra Norte.

Costa Filho também chamou atenção para a necessidade do Brasil diversificar seus pontos de recebimento de fertilizantes importados. O ministro afirmou que o Brasil precisa aumentar a sua produção interna do insumo, mas que é igualmente necessário aprimorar a infraestrutura de portos nas regiões Norte e Nordeste para receber o produto.

Segundo dados apresentados pelo ministro, 70,6% das importações de fertilizantes chegam pela região Sul e por São Paulo. Também participou do evento o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados