calendar
Notícias

263 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Governo Lula propõe salário mínimo de R$ 1.389 para 2024

Governo Lula propõe salário mínimo de R$ 1.389 para 2024

Economia 11 meses atrás
Visitar site arrow
Governo Lula propõe salário mínimo de R$ 1.389 para 2024

O governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) propôs um salário mínimo de R$ 1.389 para 2024, segundo o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2023, que traz as premissas para a formulação do Orçamento do ano que vem.

O documento foi encaminhado ao Congresso Nacional nesta sexta-feira (14) e também inclui uma meta fiscal de déficit zero para as contas do governo central. Mas o governo condicionou a liberação de R$ 172 bilhões em despesas à aprovação do novo arcabouço fiscal.

O salário mínimo está atualmente em R$ 1.302, mas Lula já prometeu elevá-lo para R$ 1.320 a partir de maio. Na ocasião, o presidente também disse que vai retomar a política de reajustes do mínimo pela inflação mais o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), que vigorou nos governos petistas.

Os R$ 1.389 propostos pelo governo para 2024 representam um aumento de 6,7% em relação ao valor atual de R$ 1.302 e de 5,2% em relação aos R$ 1.320 prometidos para maio.

Segundo g1, o PLDO prevê a correção do salário mínimo apenas pela inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), o que descumpriria a promessa feita por Lula na campanha eleitoral. O valor, no entanto, pode ser alterado até o fim do ano.

No último Relatório Trimestral de Inflação (RTI), divulgado em 30 de março, o Banco Central (BC) elevou sua projeção de inflação de 2023 para 5,8% e do PIB para 1,2% (no relatório de dezembro, a autoridade monetária previa um IPCA de 5,0% e um crescimento da economia de 1,0%).

Mont Capital - Carteira Administrada

Segundo o Ministério do Planejamento, o projeto enviado ao Congresso hoje traz a permissão para que o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2024 preveja uma despesa primária superior ao limite do teto de gastos, mas ela está condicionada à aprovação do novo arcabouço fiscal.

“Essa autorização viabilizará a recomposição e a execução das políticas públicas prioritárias para o país, o funcionamento da máquina e o investimento da União”, afirmou o ministério em nota.

(Com Reuters)

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados