Crivella é condenado a 8 anos de inelegibilidade

Crivella é condenado a 8 anos de inelegibilidade
Crivella é condenado a 8 anos de inelegibilidade

A chapa de Marcelo Crivella (Republicanos-RJ, foto) à reeleição na prefeitura do Rio de Janeiro foi condenada nesta quinta-feira (13) pela Justiça Eleitoral por abuso de poder econômico no pleito de 2020, quando o então prefeito foi derrotado no segundo turno por Eduardo Paes (PSD-RJ).

Segundo O Globo, a decisão da juíza eleitoral Márcia Santos Capanema de Souza, da 23ª Zona Eleitoral do Rio de Janeiro, determina a inelegibilidade de Crivella e de sua candidata a vice, Andréa Firmo, por oito anos, por terem sido beneficiários de “abuso de poder econômico”.  A sentença é de primeira instância e cabe recurso contra ela.

Crivella se elegeu deputado federal em 2022. A decisão da juíza eleitoral também o pune com a perda do mandato parlamentar, mas sua defesa afirma que ela não tem efeito imediato e que será objeto de recurso.

Mont Capital - Carteira Administrada

A ação foi movida pela coligação de Paes, que nesta quinta comemorou nas suas redes sociais a condenação do adversário. “Aqui se faz, aqui se paga! Mentir e espalhar fake news é crime!”, escreveu o atual prefeito do Rio.