calendar
Notícias

240 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Como o Ibovespa deve fechar melhor semana de 2023 – e o que esperar no curto prazo

Como o Ibovespa deve fechar melhor semana de 2023 – e o que esperar no curto prazo

Mercado Financeiro 11 meses atrás
Visitar site arrow
Como o Ibovespa deve fechar melhor semana de 2023 – e o que esperar no curto prazo
Ibovespa, Petrobras, Vale, Ações, Mercados, B3
Ibovespa cumpriu o objetivo da “bandeira de alta” que apontava os 106,3 mil pontos (Imagem: Tainá da Silva)

O Ibovespa (IBOV) operava com fraqueza nesta sexta-feira (14), mas caminhava para registrar a maior alta semanal de 2023. Por volta das 14h15, o principal índice da Bolsa brasileira caía 0,03%, aos 106,4 mil pontos, com ganhos acumulados de cerca de 5% nos últimos cinco dias.

Hoje, a agenda de indicadores mais pesada nos EUA, com vendas no varejo, produção industrial e confiança do consumidor, aliada à certa correção após alta, estão limitando os ganhos do Ibovespa, segundo o analista Luis Novaes, da Terra Investimentos. “Isso pode estar influenciando na cautela do mercado.”

Petrobras (PETR4) e bancos ajudavam a limitar as perdas do principal índice da Bolsa. Nos EUA, as atenções nesta manhã estavam voltadas para uma série de indicadores econômicos e balanços de bancos nos Estados Unidos, enquanto, no noticiário local, investidores estava de olho em declarações de autoridades do governo em viagem na China.

Na semana, o Ibovespa foi beneficiado por leituras de inflação abaixo do esperado no Brasil – com perspectiva de que a Selic possa cair antes do esperado anteriormente – e dados econômicos no exterior, que também melhoraram a percepção sobre juros.

O que esperar do Ibovespa

O Ibovespa cumpriu o objetivo da “bandeira de alta” que apontava os 106,3 mil pontos e deixou no último pregão sinais de esgotamento do último movimento altista, disseram analistas gráficos da Ágora Investimentos.

Mont Capital - Carteira Administrada

Segundo eles, o principal índice da Bolsa brasileira ensaia formação de topo na região e pode agora retomar a queda nos próximos dias em busca do primeiro suporte que ficou marcado aos 103 mil pontos.

“Na perda deste patamar, o índice abriria espaço para seguir recuando em direção à região de mínima do ano passado formada entre os 98 e 95 mil pontos”, afirmaram.

*Com informações da Reuters

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados