calendar
Notícias

89 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Carrefour (CRFB3) vai dar prejuízo no 1T23? Genial acha que sim; entenda os motivos

Carrefour (CRFB3) vai dar prejuízo no 1T23? Genial acha que sim; entenda os motivos

Mercado Financeiro 8 meses atrás
Visitar site arrow
Carrefour (CRFB3) vai dar prejuízo no 1T23? Genial acha que sim; entenda os motivos
Carrefour
Carrefour Brasil deve mostrar prejuízo líquido de R$ 28 milhões no primeiro trimestre de 2023, estima Genial (Imagem: Carrefour/Divulgação)

O Carrefour Brasil (CRFB3) deve começar a temporada de resultados de 2023 mal, reportando prejuízo logo no primeiro trimestre, estima a Genial Investimentos.

A corretora trabalha com projeções de prejuízo líquido de R$ 28 milhões, com margem líquida de -0,1%.

Alguns fatores levam os analistas a acreditar que o início do ano foi difícil para a empresa do varejo alimentício. Para começar, a tendência de arrefecimento da inflação na categoria de alimentos e bebidas deve persistir. Os últimos dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dão suporte à visão.

“A divulgação do IPCA [Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo] de março de 23 quebrou o padrão altista. Pela primeira vez, em 30 meses, a inflação da categoria alimentar acumulada dos últimos 12 meses veio abaixo de 10% (7,3% para ser mais exato)”, destaca a equipe de análise da Genial, em relatório publicado na noite desta terça-feira (11).

Segundo a corretora, após um longo período de inflação alimentar que impulsionou o crescimento das receitas do setor, o Carrefour deve lidar agora com uma dinâmica de vendas impactada pela desaceleração dos preços, “sem recomposição imediata de volume na cesta média do consumidor”.

Grupo BIG

Outra questão levantada pelos analistas é a pressão advinda da incorporação do Grupo BIG, que deve continuar penalizando as margens por conta das conversões em andamento.

“Com 65 lojas a serem convertidas em 2023, acreditamos que a rentabilidade do trimestre do Carrefour ainda seja impactada negativamente”, afirma a Genial.

Para a bandeira Atacadão, a instituição espera 17 novas aberturas no primeiro trimestre, sendo a maioria conversão.

“Analisando o ‘Cash-and-Carry’ de forma consolidada (incluindo Grupo BIG), esperamos um faturamento bruto de R$ 18,2 bilhões (+20,7% ano/ano; -12,4% trimestre/trimestre) e uma receita líquida de R$ 16,5 bilhões (+20,5% ano/ano; -11,5% trimestre/trimestre).

No segmento de varejo, o faturamento bruto esperado, incluindo gasolina e operações BIG, é de R$ 7,5 bilhões, queda de 16,9% no comparativo trimestral, mas avanço de mais de 30% ano a ano.

Mont Capital - Carteira Administrada

Neste segmento, a Genial aposta em sinais de recuperação gradual. A performance deve se beneficiar da categoria não alimentar, que aproveitará dois fatores:

  • participação reduzida da Americanas, grande concorrente nessa categoria;
  • base comparativa mais fraca.

Para o formato de clube, sob a bandeira Sam’s Club, o faturamento bruto projetado é de R$ 1,46 bilhão, queda de 12,7% trimestre a trimestre. As vendas devem desacelerar por conta de uma base de comparação mais forte, avaliam os analistas.

Carrefour
A Genial cortou o preço-alvo das ações do Carrefour, de R$ 23 para R$ 17,50, mas manteve a recomendação de “comprar” (Imagem: Reuters/Paulo Whitaker)

Impacto da inadimplência

Enquanto isso, as operações de serviços financeiros do Carrefour devem ser impactadas pela sazonalidade negativa, com a inadimplência ainda elevada.

De provisões, o Carrefour espera ver um aumento na carga de risco por conta da sazonalidade e da migração da carteira do Hipercard, aumentando o nível de originações e, consequentemente, o montante provisionado no momento de geração do crédito.

“Esperamos ver uma queda considerável no Ebitda, estimado em R$ 90 milhões (-45% ano/ano; -79,1% trimestre/trimestre), levando a uma margem operacional de 6,5% (-1009 pontos-base ano/ano; -2499 pontos-base trimestre/trimestre)”, completa a Genial.

Para os dados consolidados do grupo, a expectativa é de crescimento de 30,9% ano a ano da receita líquida, a R$ 25,9 bilhões, com leve recuperação da margem bruta, a 19,6%. A margem Ebitda, por outro lado, deve vir pressionada, a 4,8%.

A Genial cortou o preço-alvo das ações do Carrefour, de R$ 23 para R$ 17,50, mas manteve a recomendação de “comprar”.

O Carrefour divulga a prévia de vendas do primeiro trimestre do ano em 24 de abril, após o fechamento do mercado. Os resultados são esperados para 2 de maio, a partir do fim da tarde.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados