calendar
Notícias

89 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Ata do Fomc: Integrantes do Fed consideraram pausa nas taxas em março, mas concordaram em aumentar

Ata do Fomc: Integrantes do Fed consideraram pausa nas taxas em março, mas concordaram em aumentar

Economia 8 meses atrás
Visitar site arrow
Ata do Fomc: Integrantes do Fed consideraram pausa nas taxas em março, mas concordaram em aumentar

Vários integrantes do Fomc, o comitê de política monetária do Federal Reserve (Fed, o Banco Central dos Estados Unidos) chegaram à reunião dos últimos dias 21 e 22 de março acreditando que seria apropriado manter a taxa de juros estável, interrompendo assim o ciclo de alta. O comentário está na ata da reunião divulgada nesta quarta-feira (12).

Segundo o documento, esses diretores observaram que isso permitiria mais tempo para o Comitê avaliar os efeitos financeiros e econômicos dos recentes desenvolvimentos do setor bancário e do aperto cumulativo da política monetária.

No entanto, esses participantes julgaram apropriado aumentar a taxa em 25 pontos-base por causa da inflação elevada, a força dos dados econômicos recentes e o compromisso de reduzir a inflação para a meta de 2% de longo prazo.

Ao considerar as ações política monetária na reunião, os participantes concordaram que a inflação permaneceu bem acima da meta e que os dados recentes sobre a inflação forneceram poucos sinais de que as pressões inflacionárias estavam diminuindo em um ritmo suficiente para retornar a inflação a 2%.

Os participantes também observaram que os desenvolvimentos recentes no setor bancário provavelmente resultariam em condições de crédito mais restritas para famílias e empresas e afetariam a atividade econômica, as contratações e a inflação, embora a extensão desses efeitos fosse altamente incerta.

Diante desse cenário, todos os participantes concordaram que era apropriado aumentar a faixa-alvo para a taxa dos fundos federais em 25 pontos-base.

A ata também informa que alguns participantes estavam na outra ponta, alegando que, dada a inflação persistentemente alta e a força dos dados econômicos recentes, seria apropriado reacelerar o ciclo, com um aumento de 50 pontos-base.

“No entanto, devido ao potencial de desenvolvimentos do setor bancário para apertar as condições financeiras e pesar sobre a atividade econômica e a inflação, eles julgaram prudente aumentar o intervalo da meta em um incremento menor nesta reunião”, diz o documento.

Mont Capital - Carteira Administrada

Esses participantes observaram que isso também daria ao Comitê tempo para avaliar melhor os efeitos dos desenvolvimentos do setor bancário nas condições de crédito e na economia, à medida que o Comitê avançava em direção a uma postura suficientemente restritiva da política monetária.

Sobre as ações adotadas após a quebra do banco SVB e do estresse no setor que se seguiu, a ata do Fomc afirma que essas medidas do Fed, em coordenação com outras agências governamentais, serviram para acalmar as condições do setor bancário.

“Os participantes observaram que os problemas mais significativos pareciam estar limitados a um pequeno número de bancos com práticas de gestão de risco insatisfatórias e que o sistema bancário permanecia sólido e resiliente”, comenta o documento do B americano.

“Os participantes enfatizaram que o Federal Reserve deve usar suas ferramentas de liquidez e emprestador de último recurso, bem como suas ferramentas regulatórias e de supervisão microprudenciais e macroprudenciais, para enfrentar o estresse no setor bancário e mitigar futuros riscos à estabilidade financeira”, completa

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados