Quando o primeiro fundo da Norte Asset chegou ao mercado, no começo de 2021, o céu era de brigadeiro para investir em ações: os juros estavam baixos e havia alta liquidez, o que levou a diversos IPOs naquele período.

Mas, de uma forma rápida, o tempo virou e o céu ficou nublado, tornando difícil escolher boas empresas no mercado de ações, como também captar recursos com os investidores.

Foi nesse cenário, em meio a seca do mercado de capitais, que a Norte Asset, fundada por Gustavo Salomão e Rafael Furlan, saiu do zero e chegou a R$ 1,5 bilhão sob gestão com apostas que podem ser consideradas óbvias (mas só são óbvias agora) ou que estavam completamente fora do radar da maioria dos gestores.

“Tivemos que mostrar que a gestão ativa fazia muito sentido e que conseguíamos proteger nosso portfólio mesmo nos momentos ruins”, diz Furlan, ao Café com Investidor, o programa do NeoFeed que entrevista os principais investidores do Brasil.

Tanto que os dois principais fundos da casa, o Norte Long Bias e o Norte Long Only, estão, desde o início, com uma rentabilidade de 44,26% e 9,68%, respectivamente. Isso é quatro vezes e duas vezes mais do que o Ibovespa no mesmo período.

Esse desempenho foi conseguido com investimentos que estão desde o início dos fundos, como é o caso da Arezzo e da Direcional, mas também com apostas arriscadas, a exemplo da Meta (antigo Facebook) – um case em que poucos acreditavam.

Em relação à Arezzo, que acaba de anunciar uma fusão com o grupo Soma, uma notícia antecipada pelo NeoFeed, Furlan está otimista com a união que cria uma gigante de moda de R$ 12 bilhões no mercado brasileiro.

Mont Capital - Carteira Administrada

“Esse é um caso clássico em que um mais um é muito maior do que dois”, diz Furlan, que acredita que há muitas sinergias para serem captadas entre as duas empresas.

A Norte Asset está também comprada na baixa renda no setor de construção civil. E a aposta é em Direcional e Cury. E em utilities, a gestora está otimista com a Sabesp, acreditando que há condições de a privatização avançar rápido, o que pode criar muitas oportunidades de ganhos.

No cenário internacional, a Norte Asset apostou na Nvidia, um case de uma fabricante de hardware que se beneficia do boom da inteligência artificial, e na Meta, a despeito de todas as críticas e problemas que a empresa fundada por Mark Zuckerberg enfrentou nos últimos anos.

“A Meta é um caso de ‘value’ e ‘growth’ ao mesmo tempo. E isso é muito, muito raro”, afirma Furlan.

No episódio do Café com Investidor que você assiste no vídeo acima, Furlan explica em detalhes a tese por trás de cada um desses investimentos.