Alexsandro Broedel, ex-CFO do Itaú, vai para o Santander global e gera “rearrumação” de cadeiras

Alexsandro Broedel, ex-CFO do Itaú, vai para o Santander global e gera “rearrumação” de cadeiras
Alexsandro Broedel, ex-CFO do Itaú, vai para o Santander global e gera “rearrumação” de cadeiras

O Santander contratou Alexsandro Broedel, ex-CFO do Itaú Unibanco, para comandar a unidade global de contabilidade do banco. Broedel deixou o Itaú após 12 anos para suceder José Doncel, que se aposentará do cargo após uma década.

O novo chief accounting officer no Santander global assume a cadeira no início de 2025. Broedel anunciou a sua saída do Itaú, onde estava desde 2012, na sexta-feira, 5 de julho. Desde 2021 ele era o CFO. Ele já foi diretor da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e consultor do escritório Mattos Filhos.

Segundo memorando interno do Santander global, do qual o NeoFeed teve acesso, ele irá responder diretamente a CEO do banco, Ana Botín. Apesar de que na hierarquia fique abaixo de Héctor Grisi Checa, conselheiro do banco.

José Doncel irá ajudar na transição para o novo executivo e depois assumirá outras posições não executivas do Santander, como membro do conselho do Santander Espanha. Outra mudança no grupo espanhol foi na chefia de relações com investidores (RI), em que Begoña Morenes líder da área desde 2021, passará para uma função de Comunicação, Corporate marketing e pesquisa, de acordo com o memorando interno da companhia.

Com a saída de Broedel, o Itaú Unibanco anunciou mudanças em sua diretoria executiva. Gabriel Amado de Moura, atual gerente general (CEO) do Banco Itaú Chile, assume como diretor de finanças (CFO). A transição entre os executivos ocorre até 1º de outubro, segundo comunicado ao mercado do Itaú.

Moura ingressou no Itaú Unibanco em 2000 e, ao longo da sua carreira, liderou equipes e projetos em diversas áreas como asset management, fusões e aquisições, investimentos, riscos e finanças.

No Itaú Chile desde 2016, onde foi CFO até 2019, Moura assumiu a posição de CEO do banco no Chile em 2020. Sócio do Itaú Unibanco desde 2011, é formado em administração de empresas, tem mestrado em finanças e cursou MBA na Wharton School.

Também mudam de cargos André Carvalho Whyte Gailey, atual gerente general (CEO) do Banco Itaú Uruguai, que assumirá o cargo de gerente general (CEO) do Banco Itaú Chile. E Agustin Tafernaberry Elorza, que era diretor de tesouraria na controlada uruguaia, assumirá que assume o cargo de Gerente General (CEO) do Itaú Uruguai.