AGU pede R$ 322 milhões de empresas que abandonaram porta-aviões

AGU pede R$ 322 milhões de empresas que abandonaram porta-aviões
AGU pede R$ 322 milhões de empresas que abandonaram porta-aviões

A Advocacia-Geral da União entrou com uma ação civil pública na Justiça Federal contra quatro empresas pelo abandono do porta-aviões São Paulo, que estava desativado e vagava pela costa do Nordeste.

A instituição pede que as companhias Sök, MSK, Oceans Prime Offshore Agenciamento Marítimo e Thomas Miller Specialty sejam obrigadas a pagar R$ 322 milhões pordanos ambientais, operacionais e morais”.

Mont Capital - Carteira Administrada

Em fevereiro, a Marinha afundou a embarcação. O porta-aviões se encontrava à deriva porque estava proibida de entrar no Brasil e no exterior devido à presença de amianto, uma substância tóxica, no casco.