calendar
Notícias

143 publicados hoje

  • Home
  • arrow
  • arrow
  • Afastamentos na Abin devem ser céleres, diz vice-líder do governo

Afastamentos na Abin devem ser céleres, diz vice-líder do governo

Política 52 segundos atrás
Visitar site arrow
Afastamentos na Abin devem ser céleres, diz vice-líder do governo

Vice-líder do governo na Câmara, o deputado Pastor Henrique Vieira (Psol-RJ) disse nesta 2ª feira (29.jan.2024) que a administração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “tem que ser mais célere” quanto ao afastamento de integrantes da direção da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) em relação ao caso envolvendo a suposta espionagem a políticos pela agência.

“Os motivos para que esse afastamento não tenha acontecido ainda, eu sinceramente não os tenho. Pode haver uma razão de cautela, de prudência, de não agir com excesso, mas o indício é muito grave”, declarou em entrevista a jornalistas, no Ministério da Fazenda.

O deputado falou sobre o assunto depois de uma reunião com o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, sobre a decisão da Receita Federal que acaba com a isenção fiscal a líderes religiosos. A PF (Polícia Federal) apura suposta espionagem ilegal realizada pela Abin no período em que o deputado federal Alexandre Ramagem (PL-RJ) esteve à frente da agência de inteligência durante o governo de Jair Bolsonaro (PL). Foram realizadas buscas na 5ª feira (25.jan) na casa e no gabinete de Ramagem.

Filho do ex-presidente Bolsonaro, o vereador carioca Carlos Bolsonaro foi alvo de operação da PF nesta 2ª feira (29.jan).

Mont Capital - Carteira Administrada

“Nós sabemos que a família Bolsonaro aparelhou o Estado brasileiro para um projeto antidemocrático. Qualquer resquício dessa lógica antidemocrática e miliciana de governar não pode fazer parte de um governo comprometido com a democracia, que é o governo do presidente Lula”, declarou Henrique Vieira.

Nesta 2ª feira (29.jan), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), disse que vai encaminhar um ofício ao STF (Supremo Tribunal Federal) para pedir a lista com os nomes dos congressistas que foram ilegalmente monitorados pela Abin.

Henrique Vieira avaliar haver necessidade em saber quem foram os brasileiros, autoridades públicas ou não”. Segundo o congressista, é preciso “ter transparência quanto a isso”.

Mont Capital - Fale com um de nossos especialista

Relacionados